Sunga feita de fita isolante já é realidade em Belo Horizonte

“Essa sunga não passa os raios ultravioleta. O pano, por mais que segure um pouco, ainda passa e a marca não fica tão destacada”, contou um adepto

Após o método de biquíni de fita isolante se popular com o trabalho Erika Romero Martins, a Érika Bronze, o Brasil teve o privilégio de ter um youtuber fazendo a versão sunga:

Sim, deve ser uma delícia tirar isso do corpo.

Este ano, o #QueIssoGordinho, do Jornal Meia Hora, foi a uma laje na Tijuca, no Rio de Janeiro, pra conhecer de perto sobre a moda do verão 2019:

O modelo Douglas Fernandes faz a marca de fita isolante na laje Foto: FabianoRocha/AgênciaOGlobo
O modelo Douglas Fernandes faz a marca de fita isolante na laje Foto: FabianoRocha/AgênciaOGlobo

Em Belo Horizonte, por causa da profissão, o motorista Rafael Ferreira de Sousa reclama de tomar sol apenas nos braços durante a semana. “Eu procurei um estúdio para dar uma uniformizada no bronzeado, para ficar legal, né? E a marquinha também é bacana”, disse o condutor de veículos.

Cada sessão custa R$ 79,90 e a maioria das sessões são feitas pela manhã para evitar os danos causados pelo sol. Os dermatologistas recomendam evitar a exposição entre 10h e 16h.

Sunga feita de fita isolante vira febre em Belo Horizonte — Foto: ThaisPimentel/G1
Marquinha já dá o ar da graça após uma hora e meia de exposição ao sol — Foto: ThaisPimentel/G1
sunga fita isolante
Francis Alef Rodrigues de Oliveira voltou para fazer uma nova marquinha de sol — Foto: ThaisPimentel/G1

Com informações de G1