Uma nova pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 10, pela Netflix e pela GLAAD no Brasil, constatou que alguns dos programas favoritos das pessoas estão ajudando a criar empatia entre os espectadores. Cerca de 81% dos brasileiros que não se identificam como LGBTQ+ disseram que séries como Elite e Sex Education – e personagens como Casey de Atypical e Robin de Stranger Things – ajudaram a melhorar o relacionamento com pessoas LGBTQ+ em suas próprias vidas.

- CURTA A PÁGINA DO FACEBOOK -
81% de brasileiros héteros assistem séries LGBT+, aponta Netflix
Fonte: GLAAD/Netflix

“Dada toda a polarização do mundo hoje, a representação nas telas importa mais do que nunca. A Netflix e os criadores de todo o mundo têm a oportunidade de aumentar a aceitação da comunidade LGBTQ+ por meio do entretenimento”, disse Monica Trasandes, diretora de mídia latina e representação em língua espanhola da GLAAD. “Séries como Sex Education e Elite não são apenas grandes histórias, elas permitem que mais pessoas vejam suas vidas na tela – aumentando a empatia e a compreensão. Os dados comprovam: mais representatividade acelera a aceitação”.

A maioria dos participantes LGBTQ+ sente que o entretenimento reflete sua comunidade com mais precisão agora do que há dois anos. No entanto, ainda existem algumas áreas importantes a serem aprimoradas em contar histórias queer significativas, incluindo narrativas com pais e famílias LGBTQ+, maior diversidade racial e situações que abordem a imagem corporal e os relacionamentos LGBTQ+ com familiares e amigos. Isso é particularmente importante, pois 85% dos participantes da comunidade LGBTQ+ disseram que o entretenimento ajudou suas famílias a entendê-los melhor.

A pesquisa constatou que os títulos e personagens em que a comunidade LGBTQ+ se sentiu mais representada e que também foram os mais bem-sucedidos em criar empatia entre os não membros LGBTQ+, especificamente são:

Casey Gardner - Atypical
Casey Gardner – Atypical (Divulgação)
Eric Effiong - Sex Education
Eric Effiong – Sex Education Season 1 (Divulgação)
Lito Rodriguez - Sense8
Lito Rodriguez – Sense8 Season 2 (Divulgação)
Omar Shanaa - Elite
Omar Shanaa – Elite (Divulgação)
Piper Chapman – Orange is the New Black (Divulgação)
Robin Buckley - Stranger Things
Robin Buckley – Stranger Things (Divulgação)
RuPaul - RuPaul’s Drag Race
RuPaul – RuPaul’s Drag Race
Theo Putnam - O Mundo Sombrio de Sabrina
Theo Putnam – O Mundo Sombrio de Sabrina

Pronto para abrir seu coração para encontrar mais personagens para amar? Visite Netflix.com/Orgulho para uma lista variada de séries, filmes e documentários LGBTQ+. Coleções em destaque:

  • Orgulho de ser LGBTQ+;

  • Clássicos cult e camp;

  • Séries LGBTQ+ aclamadas pela crítica;

  • Adoro uma diva;

  • Cultura drag;

  • Indicados ao prêmio GLAAD;

  • Diretores LGBTQ+;

  • LGBTQ+ para famílias;

  • Jovens adultos e queer.

Metodologia

A pesquisa foi realizada pela NetQuest em maio de 2020 e com base em mais de 1400 respostas. A amostra é representativa de uma população online adulta no Brasil.

1 – 81% dos entrevistados que não são LGBTQ+ no Brasil relataram que assistir a personagens LGBTQ+ na tela os fizeram se sentir mais confortáveis com as pessoas LGBTQ+ que eles conhecem.

2 – 87% dos participantes da comunidade LGBTQ+ consideram que séries e filmes refletem com mais precisão a comunidade LGBTQ+ agora do que há dois anos.

3 – Áreas nas quais participantes LGBTQ+ acreditam que séries e filmes precisam melhorar para contar histórias LGBTQ+ autênticas e significativas.

4 – 85% dos participantes LGBTQ+ sentem que o entretenimento ajudou suas famílias a entender melhor a comunidade LGBTQ+.

5/6 – Shows e personagens que ajudaram tanto os participantes não LGBTQ+ a entenderem ou se relacionarem melhor com a comunidade LGBTQ+, como também fizeram com que os participantes LGBTQ+ se sentissem mais precisamente refletidos em sua experiência como parte da comunidade LGBTQ+.

Sobre a Netflix

A Netflix é o principal serviço de entretenimento por streaming do mundo. São 183 milhões de assinaturas pagas em mais de 190 países assistindo a séries, documentários e filmes de diversos gêneros e idiomas. O assinante Netflix pode assistir a quantos filmes e séries quiser, quando e onde quiser, em praticamente qualquer tela com conexão à internet. O assinante pode assistir, pausar e voltar a assistir a um título sem comerciais e sem compromisso.

Sobre a GLAAD

A GLAAD redefine a aceitação LGBT. Como uma força dinâmica da mídia, a GLAAD aborda questões difíceis para moldar a narrativa e provocar o diálogo que leva à mudança cultural. A GLAAD protege tudo o que foi conquistado e cria um mundo onde todos podem viver a vida que amam. Para mais informações, visite www.glaad.org ou conecte-se à GLAAD no Facebook e Twitter.
Google Notícias