This article is also available in: Español

GAY BLOG BR by SCRUFF

Segundo informações do G1, o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) denunciou o candidato à Prefeitura de São Simão (SP), Marcelo Frazão de Oliveira (Patriota), por associar a vacina CoronaVac à “homossexualismo”. O político teve um áudio e um texto publicado nas redes sociais, em outubro deste ano, dizendo que não deixaria sua família ser vacinada dizendo que doses da vacina poderiam fazer a pessoa “mudar de gênero”.

“Vocês vão comprometer a vida dos seus filhos e netos” – disse na ocasião – “Vocês vão causar síndromes perigosas que vão destruir os seus filhos e netos, inclusive no sentido de fertilidade, de homossexualismo (sic). Então, se você quer o bem dos seus filhos, não vacine seus filhos (…) o menino pode deixar de ser menino, vai virar menina. A menina deixa de ser menina e vira menino, nessa linha” – diz a mensagem.

Post de Marcelo Frazão, candidato a prefeito em São Simão (SP), sobre a CoronaVac — Foto: Reprodução / G1

O promotor William Daniel Inácio disse que a fala de Frazão é um claro exemplo de comentário homofóbico e transfóbico e que será julgado normalmente, considerando que as declarações não vieram durante a campanha eleitoral.

“Não foi um ato praticado durante a campanha e nós entendemos que não há ligação com a Justiça Eleitoral na hipótese” – disse a Promotoria, acrescentando que o fato dele utilizar o termo “homossexualismo” endossa a homofobia por associar a orientação sexual a uma doença. Desde 1990, a palavra foi substituída por homossexualidade, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) a tirou da lista de distúrbios mentais.

Candidato que associou vacina contra coronavírus à "homossexualismo" pode pegar cinco anos de cadeia
Marcelo Frazão de Oliveira (Patriota) pode pegar até cinco anos de cadeia por declarações homofóbicas e transfóbicas (Foto: Reprodução)
“Esta conduta dele nós entendemos imputável o crime de racismo porque, primeiro, não há nenhuma evidência de que a vacina cause qualquer mutação genética, mas, ao fazer a comparação de doenças com a homossexualidade e com os transexuais, ele demonstrou um extremo preconceito com os homossexuais e os transexuais”, explica o promotor.
Além disso, Frazão também é denunciado por dizer que o CoronaVac provoca síndromes graves, lesões cerebrais, mudanças genéticas e doenças como câncer.  Caso o Ministério Público o condene, Frazão pode pegar de 2 a 5 anos de prisão e pagar indenização por danos morais equivalente a 50 salários mínimos.

This article is also available in: Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".