This article is also available in: Español

GAY BLOG BR by SCRUFF

O dono da clínica de hipnose, do Distrito Federal, Gabriel Henrique de Azevedo Veloso, que prometia tratamento para o “homossexualismo” (sic), prestou depoimento na noite desta segunda-feira (9), informa o G1.

Na internet, a empresa Hipnoticus dizia que o serviço, que custava R$ 29.990, geraria resultados em seis meses.

A prática da terapia de reversão sexual, conhecida como “cura gay”, é vetada pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) e, em 2019, foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O caso é investigado pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou Contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (Decrin). Segundo a delegada Ângela Maria dos Santos, Henrique de Azevedo “negou que tenha tido a intenção de discriminar qualquer grupo de pessoas”.

Reprodução

Ao G1, Henrique contou, no domingo (8), que atua na área desde 2007 e afirmou que o caso “foi um mal-entendido”. Ele disse que “a palavra homossexualismo [sic] tem uma conotação negativa e já foi retirada do site”. A reportagem tenta contato com ele nesta terça-feira. A palavra não é mais utilizada por especialistas devido ao sufixo -ismo, que remete a doença.

“Tem gente que procura esse tipo de tratamento, não é algo forçado a ninguém. Não tem cura gay, não tem fobia nenhuma e nenhum preconceito, muito pelo contrário. O cliente homossexual que quiser ser tratado pode ser tratado sem mudança de orientação sexual, foi uma infelicidade por conta do termo”, disse Henrique ao G1.

Reprodução

A investigação é para verificar se o hipnoterapeuta tem registro profissional e se houve dolo na conduta do investigado. “Com as provas, a polícia verificará se houve ou não o dolo, necessário para o enquadramento do tipo penal, como exercício ilegal da profissão e crime de homotransfobia”, afirma Ângela Maria dos Santos.

Segundo o deputado distrital Fábio Felix (PSol), presidente da Comissão de Direitos Humanos da CLDF, a Casa irá acionar os órgãos necessários para que a clínica seja investigada.

This article is also available in: Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista pela Universidade Federal de MS, foi repórter de economia e hoje, além de colaborar para o Gay Blog, é servidor público em Joinville (SC). Escreveu ''A Supremacia do Abandono'', livro disponível em amazon.com.br.