GAY BLOG BR by SCRUFF

A Copa do Mundo iniciou no último domingo (20), no Catar. Desde a divulgação do nome do país-sede, muitas críticas apareceram em relação as violações de direitos humanos em terras catari. Como forma de protestar durante os jogos, atletas da seleção inglesa decidiram que usar a braçadeira “One Love“, para apoiar a comunidade LGBTQIA+ do país. No entanto, ela teve de ficar guardada, após restringirem o uso da peça.

Horas antes da partida de estreia da Inglaterra na Copa do Mundo, contra o Irã, nesta segunda-feira (21), um comunicado anunciou que as seleções não usariam mais a braçadeira com cores do arco-íris contra as leis anti-LGBTQIA+ do Catar. Apesar da restrição, os jogadores da seleção inglesa não deixaram de se manifestar e, antes de iniciar a partida, ele se ajoelharam e protestaram contra a decisão da Fifa.

Inglaterra protesta antes de jogo contra o Irã (Foto: Reuters)

Nesta segunda-feira, em nota, um grupo de sete seleções europeias anunciou que seus capitães não utilizarão as braçadeiras contra o preconceito, pois temem punições por parte da Fifa. Inglaterra, Gales, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Holanda e Suíça afirmaram que não colocarão os jogadores como alvo de possíveis problemas disciplinares.

A Fifa tem sido muito clara que vai impor sanções esportivas se nossos capitães usarem as braçadeiras no campo de jogo. Como federações nacionais, não podemos colocar nossos jogadores em uma posição na qual poderiam enfrentar sanções esportivas, incluindo cartões. Então, pedimos aos capitães que não tentem vestir as braçadeiras nos jogos da Copa do Mundo“, diz a nota oficial.

Harry Kane, capitão da seleção inglesa, usaria a braçadeira “One Love” e foi dos lideres desse movimento contra as leis anti-LGBTQIA+ do Catar. Após a restrição, ele foi a campo com a braçadeira dada pela Fifa, com a frase “No discrimination” (“Não à discriminação”, na tradução). Já a atitude de se ajoelhar antes da partida não é algo inédito. Na Premier League, jogadores ingleses fizeram o mesmo gesto para protestar contra o assassinato de George Floyd, assassinado brutalmente por policias nos EUA.

Harry Kane protesta antes do jogo contra o Irã (Foto: Reuters)



Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)