O espetáculo “O Evangelho Segundo Jesus, A Rainha do Céu“, que causou polêmica por apresentar um Jesus Cristo travesti na pele da atriz Renata Carvalho, vai ser exibido no YouTube a partir da próxima quinta-feira, dia 11 de junho, no canal Corpo Rastreado, às 20h.

Carvalho foi ganhadora do POC AWARDS 2019 na categoria “Artivista do Ano” por uma outra peça, Manifesto Transpofágico. Questionada pelo GAY BLOG BR sobre porquê um Jesus Cristo travesti causa tanta polêmica, ela é enfática em dizer que as trans são vistas como pessoas “endemoniadas e sem moral”.

“Como transpóloga posso te afirmar que isso aconteceu e acontece devido a construção social, midiática, carnavalesca que permeia o imagético do senso comum. Somos vistas como um corpo violento, patologizado, criminalizado, sem moral, profano, sem Deus, endemoniado e feitas para o sexo. Então para algumas pessoas um corpo travesti não pode ou não deve encarnar Jesus, nem numa obra de ficção, é blasfêmia.

 

Não somos um corpo santo, por isso somos indignas de representa-lo. Independente de quem seja essa atriz, o que eles atacam é o meu corpo travesti, minha identidade e vivência. Por isso é tão importante desconstruir essa imagem da travesti.

 

E isso só conseguiremos com a Representatividade Trans. Pois a representatividade coloca nosso corpo presente nos espaços de poder e com o corpo presente as pessoas cisgêneras são obrigadas a conviverem com nossos corpos. E é só no convívio que poderemos desmistificar, desfolclorizar tornando nosso corpo natural, humano e acalmando os olhos e olhares cisgêneros.”

A data de lançamento foi escolhida em homenagem ao feriado de Corpus Christi, que relembra a morte e ressurreição de Jesus, e também porque junho é o mês do Orgulho LGBTQIA+.

A exibição da peça vai arrecadar doações que serão revertidas para iniciativas de fortalecimento e assistência social com foco nas pessoas trans.

Foto: Reprodução

SERVIÇO

O EVANGELHO SEGUNDO JESUS, A RAINHA DO CÉU
DATA: 11/06/2020
HORÁRIO: 20H
CANAL: CORPO RASTREADO

Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".