GAY BLOG BR by SCRUFF

This article is also available in: English Español

O piloto alemão de Fórmula 1, Sebastian Vettel, utilizou recentemente um capacete com as cores do arco-íris durante o Grande Prêmio da Turquia, país conhecido por ser contrário aos direitos da comunidade LGBT. Nele, também está escrito a mensagem: “sem fronteiras, apenas o horizonte. Somente a liberdade”.

A pintura no capacete foi revelada na última sexta-feira, dia 13 de novembro, antes da realização do primeiro treino livre, gerando grande repercussão nas redes sociais. Além da bandeira, também estão desenhadas diversas etnias e outras minorias. A produção do capacete ficou a cargo do designer Jens Muser, que já trabalhou com Michael Schumacher, Fernando Alonso, Max Verstappen e Felipe Massa.

“A mensagem, que é muito querida a Sebastian Vettel em meio a esses tempos difíceis e inspirou este design, pode ser encontrada na parte de cima do capacete: Juntos somos um” – diz o Tweet oficial de Jens Munser.

Em outro tweet, Munser diz: “O foco desse novo design do capacete é o arco-íris como um símbolo de diversidade das pessoas em um mundo unido em harmonia. O espectro de cores está inserido na cor básica do capacete, que varia do preto ao branco sem uma separação”.

Com informações do Motor Sport.

Piloto Sebastian Vettel usa capacete com arco-íris em país LGBTfóbico
Reprodução

Como é ser LGBT na Turquia?

Na Turquia, as relações homoafetivas foram legalizadas durante o Império Otomano, no século XIX, e se mantem até hoje desde a fundação do país, em 29 de outubro de 1923. Apesar disso, eles não têm as mesmas proteções legais do que os casais héteros e os próprios LGBTs dizem que sofrem preconceito e discriminação da sociedade.

Em outubro de 2009, o relatório da Comissão da União Europeia declarou: “Já ocorreram diversos casos de discriminação no local de trabalho, em que funcionários LGBT foram demitidos por causa de sua orientação sexual. As disposições do Código Penal turco sobre ‘exibicionismo público’ e ‘crimes contra a moralidade pública’ são por vezes utilizadas para discriminar pessoas LGBT. A Lei de Contravenções é frequentemente usada para impor multas contra pessoas trans Direitos LGBT na Turquia.”

Uma pesquisa realizada pela Universidade Kadir Has em 2016 concluiu que 33% das pessoas disseram que os LGBT deveriam ter direitos iguais aos héteros, sendo que o número aumentou para 45% em 2020.

This article is also available in: English Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".