GAY BLOG BR by SCRUFF

This article is also available in: Español

A empresa de videogames SEGA anunciou em sua fanpage japonesa que está patrocinando a tradicional parada do Orgulho Arco-Íris de Tóquio (Tokyo Rainbow Pride). A comunicação visual nas redes sociais foram mudadas com as cores do arco-íris.

“O evento Orgulho Arco-Íris de Tóquio visa uma sociedade que possa viver positivamente, sem discriminação ou preconceito. Estamos apoiando o evento novamente.” – diz o texto, em tradução livre.

O Tokyo Rainbow Pride está ocorrendo neste final de semana presencialmente, já que por lá eles tem conseguido conter o avanço da pandemia de Covid-19. Assim como acontece com as paradas do Orgulho LGBT+ ao redor do mundo, a de Tóquio visa lutar pelo avanço dos direitos LGBTQIA+, com diversos eventos ocorrendo pela capital japonesa.

Segundo o site oficial do Tokyo Rainbow Pride, estima-se que 7,6% da população do país é LGBTQIA+. Além da SEGA, diversas outras empresas estão patrocinando o evento, incluindo a brasileira Havaianas e a Disney.

Vale mencionar que a SEGA é considerada uma das empresas que mais apoiam os LGBTs dentro do mundo dos games, se posicionando favorável tanto em suas mídias sociais, quanto nos conteúdos de seus jogos.

Em 2019, durante relançamento do jogo Yakuza, a SEGA decidiu remover conteúdos que poderiam ser considerados homofóbicos presentes no jogo original.

SEGA se posiciona contra o consevradorismo em Tóquio e patrocina parada LGBT+
Reprodução

Segundo o produtor da série, Daisuke Sato, ao conversar com o canal MCV, o pensamento de dez anos atrás é muito diferente do de hoje: “Há problemas técnicos [a serem corrigidos], mas também há conteúdos que precisam ser modificados porque eles não se aplicam ao pensamento moderno. O primeiro jogo [de Yakuza] já tem dez anos, e naquela época a percepção da comunidade LGBTQ era diferente de hoje.”

O Japão é o único país do G7 (grupo dos países mais industrializados do mundo, composto por Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido) que ainda não reconhece o casamento homoafetivo, resultado em dificuldades para casais alugarem um apartamento ou em obterem direitos básico. Em outubro do ano passado, eles criaram o primeiro grande centro comunitário para a população LGBT+.

This article is also available in: Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".