Expansão de “Assassin’s Creed Odysse” força jogadores gays a terem relacionamento hétero

Shadow Heritage continua a história de Legacy of the First Blade.

A última versão de Assassin’s Creed Odyssey acaba de ser lançada e muitos gays não estão felizes. A primeira grande expansão de “Assassin’s Creed Odyssey”, Legacy of the First Blade, está dividida em três capítulos. O primeiro, Hunted, foi lançado em dezembro. Hoje chegou o segundo episódio, Shadow Heritage, continuando a aventura.

Usualmente, os jogadores podem escolher personagem masculino (Alexios) ou feminino (Kassandra). Não importa qual seja a escolha, é possível seguir tendo romance com homem ou mulher durante todo o jogo.

Dois personagens masculinos trocam romance em Assassin's Creed - mas o novo conteúdo para download ignora essa opção (Imagem: Ubisoft)
Dois personagens masculinos trocam romance em Assassin’s Creed – mas o novo conteúdo para download ignora essa opção (Imagem: Ubisoft)
Assassin's Creed Odyssey
Assassin’s Creed Odyssey
#AssassinsCreedOdyssey
#AssassinsCreedOdyssey

Ambientado na Grécia Antiga, a última atualização do DLC (Downloadable Content) força o  personagem ter um relacionamento hétero para gerar um filho e avançar de nível no jogo.

“Mesmo que você tenha interpretado Alexios como gay ou Kassandra como lésbica, o jogo te obriga ao romance e para ter um filho com um parceiro do sexo oposto, quer você queira ou não. Não há opções para impedi-lo”, um usuário relata no Reddit.

“Absolutamente não dá jogar isso. Nojento este movimento para todos os jogadores LGBT” comentou o usuário brendanrouthRETURNS, ainda no Reddit. “Comprei Odyssey recentemente só por causa das opções de romance gay. Eu honestamente nunca teria esperado isso”, completa.

Privilégios em 2017

Esta não é a primeira vez que um jogo eletrônico de RPG recebeu essa crítica. Em 2017, o Mass Effect Andromeda da Bioware também foi criticado por alguns fãs. Eles achavam que sua manipulação do romance entre pessoas do mesmo sexo era uma “reflexão tardia” mal executada. Por exemplo, jogadores gays/bi  tinham opções severamente limitadas em relação ao outro personagem masculino que eles podiam namorar quando comparado ao número de personagens femininas que os jogadores heterossexuais – ou mulheres – podiam escolher.

9 games com a temática LGBTQ+ que você precisa jogar 🎮

Com informações de GSNews.

Comente