Neste 29 de janeiro, Dia Nacional da Visibilidade Trans, a Unidade da Diversidade Sexual e de Gênero, equipamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte (SMDSE) do Rio Grande do Sul, promove um evento na capital gaúcha que busca lembrar da luta contra a discriminação e o preconceito.

- CURTA A PÁGINA DO FACEBOOK -

Com objetivo de ampliar a inserção da “população T” no mercado de trabalho, o evento vai promover o encaminhamento para vagas de emprego, emissão da 2° via de certidão e retificação de nome, shows e palestras com convidados, conta Dani Boeira, Coordenador Municipal da Diversidade Sexual e Gênero da Prefeitura de Porto Alegre

As atividades serão entre 8h e 20h, na Avenida Sepúlveda, s/n, no Centro Histórico Porto Alegrense, em frente ao SINE Municipal de Porto Alegre.

Aplicativo Tialu

Algo a destacar na data é o lançamento no estado do aplicativo Tialu, que funcionará como enfrentamento e prevenção à violência contra a comunidade LGBTQI+. No Google Store, o app pode ser baixado neste link.

O app funciona de forma simples: o usuário adiciona dois contatos e quando se sentir em situação de vulnerabilidade, suscetível a agressões, aperta no botão de “SOCORRO”. A plataforma gera um alarme no telefone do contato acionado e o mesmo receberá a localização do pedido de ajuda. Um pouco de seu funcionamento pode ser visto nas imagens abaixo.

SERVIÇO

Horário 8h às 20h
Avenida Sepúlveda, s/n (frente ao SINE Municipal de Porto Alegre) – Centro
Porto Alegre, RS

Programação:
8h – 17: Atendimentos do Sine e SindiRegis
11h – Palestra com Marcus Augustus Castropil
14h – Palestra com Glória Crystal
16h às 20h – Shows e lançamento do aplicativo Tialu

O evento é uma realização da Unidade de Direitos de Diversidade Sexual e de Gênero da Secretaria de Desenvolvimento Social e Esportes (SMDSE) em parceria com o Sindicado dos Registradores do Rio Grande do Sul (Sindiregis) e a Rede Gay Brasil.
Para maiores informações, pode-se entrar em contato pelo telefone (51) 3289-2068.

Sobre o Dia Nacional da Visibilidade Trans.

Criada em 2004 pelo Ministério da Saúde após a divulgação da campanha “Travesti e Respeito”, a data busca reconhecimento à dignidade desta população. O objetiva-se fazer alusão à luta das pessoas transexuais e travestis, bem como celebrar os direitos já conquistados pela comunidade LGBTQI+.

Google Notícias
Publicitário, escritor e cronista gaúcho, morador do município de Canoas, Rio Grande do Sul. Viciado em internet, música, literatura (especialmente crônicas, moda, biografias, LGBT e estilo de vida) e cultura pop.