Filme ‘Desobediência’ fecha ciclo da programação ‘Orgulho’ do Cine na Praça

Realizado desde 2012, projeto voltou à Praça Victor Civita com programação em celebração ao orgulho LGBTQIA+

A Uber está levando o projeto Cine na Praça de volta ao seu palco de origem, a Praça Victor Civita. Com uma programação especial com temática focada no orgulho LGBTQIA+, a programação se estende até hoje, 27 de junho, com a exibição do filme ‘Desobediência’.  Gratuito, o evento promove a reflexão sobre os temas por meio de uma linguagem acessível e universal, o cinema.

Esta edição especial do ‘Cine na Praça’ leva à Praça Victor Civita uma ambientação que dialoga com a celebração do orgulho LGBTQIA+, que será expresso no design, estética e iluminação. Todo o time de colaboradores também é composto por profissionais da comunidade homenageada.

 A PROGRAMAÇÃO

27 de Junho – O fechamento do ciclo ‘Orgulho’ terá a exibição de ‘Desobediência’, produção que mostra a ida de Ronit ao seu país de origem após a morte do pai, um respeitado rabino local.  A questão crucial deste retorno, entretanto, é apresentada posteriormente ao espectador, que é introduzido ao passado da personagem principal, que esteve envolvida em caso de paixão homossexual com Esti. Tal envolvimento, mal visto pela comunidade, culminou na ida de Ronit ao exterior e no casamento forçado de Esti com um homem. O reencontro traz à tona uma atmosfera de infelicidade em contraste com a esperança de um novo amanhã para as amantes.

 SERVIÇO:
“CINE NA PRAÇA”
Gratuito: não é necessária inscrição
Quando: 27 de junho (quinta-feira) às 19h
Local: Praça Victor Civita | Rua Sumidouro, 580, Pinheiros – São Paulo, SP
Ingresso: Gratuito
Classificação: 14 anos.

Ação no metrô e na CPTM celebra a diversidade

A Eletromidia e a agência MariaSãoPaulo se uniram para uma ação pontual que exalta a importância do mês do Orgulho LGBT. Desde o dia 22 de junho, os usuários do Metrô e da CPTM, em São Paulo, estão sendo impactados com uma mensagem que celebra a diversidade.

A comunicação em vídeo e imagem traz a frase “Se todos os caminhos forem da mesma cor, não chegamos a lugar nenhum”, em uma alusão às cores das linhas do Metrô e da CPTM, que são elementos de identificação essencial para os usuários. Os formatos escolhidos para veiculação são diversos, com prioridade em mubs digitais no próprio metrô paulistano.

Comente