Ela começou a carreira na moda, nas passarelas badaladas em São Paulo. Seus traços exóticos e femininos rendeu à mineira Urias a chance de investir também no mundo da música. O apoio veio da amiga de longa data, a cantora Pabllo Vittar, que sempre viu o potencial da amiga muito além do mundo fashion.

urias
Reprodução

Em entrevista exclusiva para o GAY BLOG BR, Urias fala sobre os mais diversos assuntos, revelando uma personalidade forte e única de quem sabe o que quer.

Você tem apenas 26 anos e uma carreira em franca ascensão, já faturou inclusive alguns prêmios, onde você deseja chegar?

Em todo lugar, quero que as pessoas saibam que a gente existe e que somos muito plurais.  

Em 2017, você estreou nas passarelas da São Paulo Fashion Week e no ano seguinte recebeu convite de três marcas para desfilar. Além da música, a moda é uma carreira que você também pretende investir mais? Qual foi o melhor conselho que a sua amiga Pabllo Vittar já te deu?

Não abri mão da minha carreira na moda não, eu amo desfilar e as coisas que estão envolvidas nesse meio, já já eu volto pras passarelas. Pabllo me ensinou muito em quem confiar, pra quem se abrir, aprendi muito com ela. 

Falando um pouco sobre suas raízes, você é de Minas Gerais, um Estado conhecido pela forte religiosidade. Foi difícil a infância e adolescência vivendo em uma cidade (Uberlândia) que mesmo não sendo pequena, a religião costuma ser tão predominante?

Eu acho que foi tão difícil quanto pra qualquer pessoa T, nossas histórias se repetem muito e as pessoas fingem não ver. E isso também com certeza me inspira a escrever, tento fazer música pras pessoas pensarem na nossa  vida também.

Urias
Reprodução

Sobre redes sociais, costumo dizer que quem tem rede social tem haters, como você lida com eles? Responde ou bloqueia?

Eu tenho uma tática pra bater que é “se a pessoa falar sozinha ela paga de doida” então não respondo, não bloqueio, não faço nada, deixo a pessoa falando sozinha mesmo (risos).

Como é a sua relação com as outras artistas como Linn da Quebrada, Gloria Groove, Liniker, Mulher Pepita e outras?

É uma relação de inspiração, eu já admirava todas de uma perspectiva artística, quando conheci elas pessoalmente e nos aproximamos entendi que era um elo que já existia, seguimos juntas.

Qual foi a sua reação quando soube que o clipe “Diaba” venceu na categoria “Melhor Direção de Arte” no Berlin Music Video Awards (BMVA)?

Sendo bem sincera a sensação de ganhar o prêmio foi de muita surpresa, não por eu achar que eu não merecia, mas por acreditar que seria invisibilizada mais uma vez, eu sei que eu, os meninos da produtora Umana e o diretor criativo Ítalo Matos merecemos o prêmio .

Urias
Reprodução

Como foi a parceria com Davi Sabbag na música “Não faz diferença”, cujo o clipe inclusive é bastante sensual?

Quando ele me chamou pra fazer a parceria fiquei muito feliz, já acompanhava a carreira dele bem antes de ser solo, sempre fui fã. Fico muito feliz de poder fazer parte e aprendi e tenho aprendido muito com ele. 

A música “Andar em paz” é uma crítica à sociedade hipócrita. Já ocorreu de você sofrer preconceito de alguém e após o sucesso, a  mesma pessoa te procurar pra te bajular? 

Já sim, mas não dei abertura pra pessoa porque ela já tinha se mostrado quem era pra mim antes. 

No ano passado, você foi apontada como uma das maiores revelações da música brasileira e LGBTQ+. Como é ter essa representatividade para a comunidade LGBTQ+ que está tão atrelada a militância?

Sinto uma responsabilidade bem grande, e isso é uma coisa que ninguém ensina a gente a lidar. Mas mesmo assim eu fico feliz de poder levar nossas histórias a tona, creio que estamos construindo algo que não vai ter volta mais. 

O clipe da canção “Rasga” é incrível, a diversão parece genuína, foi de fato um clipe divertido de se fazer? Era uma festa de fato?

Foi 100% divertido, gravamos o clipe em uma edição da Batekoo, eu sabia que se fossemos pra lá seria perfeito, a festa é perfeita. E eu só curti e o pessoal gravou. Foi tudo. 

Quem são suas influências musicais?

Creio que todo mundo tem uma vasta biblioteca de músicas e artistas que nos inspiram, sou muito inspirada por Mel, Linn, Liniker, Jup, tem tanta gente que muda nossa vida só com a voz né….

Clipe de Urias vence na categoria “Melhor Direção de Arte” no Berlin Music Video Awards (BMVA)

Google Notícias