Jornalista Tarcis Duarte rebate comentário homofóbico ao vivaço

O apresentador Tarcis Duarte rebate comentário homofóbico ao vivo na Record de Minas Gerais e diz que acionará a Justiça

O jornalista Tarcis Duarte, que está cobrindo as férias da apresentadora Luciana Leite no programa Cidade Alerta, da Record de Minas Gerais, ganhou notoriedade e admiração ao rebater ao vivo um comentário homofóbico de um telespectador na edição da quarta-feira (16).

Durante a exibição, o jornalista lia comentários acerca do programa nas redes sociais, sobre tudo os Facebook, onde também é exibido o programa ao vivo. Tarcis estava interagindo e se divertindo com os espectadores, quando, repentinamente, se deparou com o comentário do usuário José Neto. Em tom sério, o apresentador disse:

“Não acredito que eu estou lendo isso. Vou até printar a tela aqui. Vou fazer uma captura da tela para eu ter provas depois… Ah, o covarde apagou o comentário”, disse o jornalista.

Em seguida, Tarcis Duarte direcionou sua resposta ao homofóbico:

“Senhor José Neto, o senhor apagou o comentário, mas eu tenho certeza que você ainda está assistindo. Vou dizer uma coisa para o senhor: eu, pessoalmente, Tarcis Duarte, faço questão de processar o senhor pelo o que o senhor comentou aqui. Faça questão”, disse olhando para câmera.

“Sabe por que? Isso que o senhor comentou aqui não me ofende de maneira alguma. Não me tira o sono. Mas eu tenho obrigação de fazer isso, como cidadão. O nosso país demorou tanto tempo, tantos anos para ter coerência jurídica a ponto de hoje considerar pessoas homofóbicas como o senhor como criminosas. Eu faço questão de juntar o maior número de informações possíveis para estar com o senhor em um tribunal porque, hoje, a gente pode dizer sim que o senhor é um criminoso”, continuou Duarte. “Não estou fazendo isso por mim, estou fazendo porque coerência a gente precisa ter enquanto cidadão. Não só eu como qualquer cidadão de bem agora tem que cobrar que a lei seja cumprida. Ah, e não vem dizer que estou fazendo tempestade em copo de água não, porque a homofobia por si só já é uma tempestade tão devastadora que qualquer gota mais que cai faz a diferença”, finalizou.

Repórter da TV Paranaíba desde 2018, Tarcis Duarte disse que ao final do programa a direção já tava no estúdio dar o apoio necessário.

“O inspetor de jornalismo já acionou a equipe jurídica e técnica para tomar as providências, pegaram o tablet, etc. Sinto um orgulho muito grande de trabalhar em um local que me deu esse suporte“, disse o âncora interino em entrevista ao UOL.

Leia também: 
Comentário homofóbico em redes sociais passa a ser crime (18/06)