Mandar nudes já pode ser considerado fonte de renda. Tem gente desinibida ganhando dinheiro com fotos e vídeos íntimos em uma rede social: OnlyFans.

Funciona assim: o exibicionista publica seus conteúdos no app (que lembra bastante o Instagram) e escolhe um valor de assinatura para os fãs terem acesso aos posts. O preço da assinatura mensal é escolhido pelo usuário criador do conteúdo. Os usuários têm cobrado uma média de US$ 2 a 20 dólares de cada um de seus seguidores. O pagamento é feito pelo Paypal e a empresa fica com 20% do valor arrecadado.

Ross Norton (Foto: reprodução) nudes
Ross Norton (Foto: reprodução)

Entre os perfis em destaque na rede social “Only Fans”, estão Ross Norton, Ryan Young e o brasileiro Rodiney Santiago.

O modelo Ryan Young também usa o app (Foto: reprodução)
O modelo Ryan Young também usa o app (Foto: reprodução)

A plataforma também tem sido utilizada para outros conteúdos além de nudes, como videoaulas educacionais, tutoriais diversos e afins.

Para quem quiser se cadastrar na rede social: https://onlyfans.com

Alexandre Frota após filho abrir conta no Only Fans: ‘Vou ver se ficou bom’

HISTÓRIA DO ONLYFANS

A Fenix ​​International Limited lançou o OnlyFans em 2011 como um site para artistas. O modelo de negócio sempre visou permitir que os fãs se tornassem assinantes de uma taxa mensal para ver clipes e fotos. O OnlyFans monitora os usuários e investiga as reclamações, enquanto os problemas com direitos autorais são tratados por meio do DMCA.

2 COMENTÁRIOS