GAY BLOG BR by SCRUFF

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), disse que Jair Bolsonaro é um “imbecil” em uma entrevista à Folha de São Paulo. A declaração veio porquê o presidente disse que o gaúcho estava usando sua orientação sexual como “cartão de visita” para uma possível candidatura presidencial em 2022 e que ele não deveria impor às outras pessoas.

“Não resta outra coisa a dizer senão que o presidente é um imbecil”, disse Eduardo Leite. Em outro momento da conversa, o gaúcho falou sobre o voto em Bolsonaro durante a corrida presidencial de 2018, mas que acha que foi um erro.

“Eu não declarei apoio. Apoio é pedir votos, é fazer campanha junto, isso eu não fiz. Eu declarei o voto, com uma crítica contundente, num vídeo que está na internet”, explicou. “Saiu no programa eleitoral a minha crítica, que eu não me sentia representado naquele clima de ódio, que eu daria o voto na expectativa de que pudesse ser diferente do que o histórico dele apresentava, porque do outro lado estava o partido que tinha levado o Brasil a 14 milhões de desempregados, uma recessão econômica profunda e uma crise moral e ética gravíssima, com casos de corrupção comprovados e muito fortes”. 

“A eleição do segundo turno é uma eleição de rejeição, você escolhe o que você não quer. A candidatura do Bolsonaro não tinha nenhuma expectativa que pudesse significar alguma coisa positiva, como eu esperava que fosse um governo, mas diante da outra alternativa, o PT voltar ao poder parecia, naquele instante, algo muito ruim”, argumentou.

Gustavo Mansur/Palácio Piratini
Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Quanto ao fato de não ter dito sua homossexualidade antes, Eduardo Leite explica que só se aceitou gay aos 25 anos por ter sido criado em uma sociedade em que o fez acreditar que ser gay é “errado”. Ele já estava na política e ia se candidatar a prefeito de Pelotas, e por mais que ele se aceitasse, ele simplesmente não tratava do tema.

“Eu nunca tive medo que me trouxessem essa questão. Até aconteceu, quando eu era vereador e estava para me lançar candidato a prefeito, um assessor me falou que na Câmara diziam que eu, em algum momento, desistiria, porque era gay e teria uma foto minha beijando outro homem. Falaram isso ao meu assessor, para tentar me intimidar” – disse.

“Eu falei: primeiro lugar, essa foto não existe; se existir, não é um problema. Tive momentos, receber em dias de debates mensagens de números desconhecidos dizendo que iriam publicar foto minha com alguém, alguma foto comprometedora, tentando me gerar apreensão. Nunca atingiram o objetivo deles fazendo isso, porque era uma não questão.”, continuou

“Agora virou um tema, no Brasil de hoje, mas mais do que o tema da sexualidade eu quis trazer o tema da integridade. O Brasil carece de integridade — ser íntegro é ser por inteiro. No momento em que eu vou dando passos em direção a um projeto nacional, se intensificam ataques homofóbicos, com insinuações que eu teria algo a esconder.”

Eduardo Leite expôs que é gay durante o programa Conversa com Bial exibido na madrugada do último dia 2 de junho.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"