GAY BLOG BR by SCRUFF

Após diversas empresas se manifestarem contrárias ao projeto de lei nº 504/2020, que tenta impedir a diversidade sexual na publicidade infantil, agora foram dez escritórios de advocacia signatários do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+ emitem uma nota de repúdio.

“Como defensores da pluralidade e da igualdade material das pessoas, repudiamos toda e qualquer tentativa de desclassificar e diminuir a população LGBTI+, que tanto já sofre pelo preconceito enraizado em nossa sociedade. Acreditamos que o direito é um instrumento de modificação da sociedade, não devendo ser utilizado para silenciar minorias”, assinala o grupo de escritórios.

As bancas responsáveis pela nota são Serur; BMA; Daniel; Demarest; Machado Meyer; Mattos Filho; Stocche Forbes; Tozzini Freire; Trench, Rossi, Watanabe; e Veirano Advogados.

A Camargo Advogados também manifestou ser contrário ao PL de modo à parte, dizendo que ao PL é um retrocesso: “Um projeto de lei que busca impor restrições à livre manifestação sobre orientação sexual e identidade de gênero vai contra os valores que endossamos, de superar as múltiplas desigualdades estruturais que atingem as minorias em nosso país, especialmente a comunidade LGBTQIA+”, diz a nota pública, acrescentando que as medidas propostas pela lei impediriam transformações sociais, igualdade de direitos e dignidade da pessoa humana.

Escritórios de advocacia lançam nota de repúdio contra projeto que tenta proibir LGBTs em comerciais
Foto: Rovena Rosa/AgênciaBrasil

“O projeto de lei é flagrantemente inconstitucional, seja pelo aspecto material, pois colidente com os princípios da isonomia e da dignidade humana, seja pelo aspecto formal, pois esbarra em competência privativa da União para legislar sobre propaganda comercial. Na verdade, o absurdo do projeto de lei é autoevidente, pois representa um profundo ataque de intolerância à liberdade, à diversidade sexual, à pluralidade social e ao respeito às diferenças”, indica Fabiano Machado da Rosa, sócio do escritório Petri e Machado da Rosa Advocacia.

O projeto de lei foi proposto pela deputada auto intitulada cristã, Marta Costa (PSD), alegando que comerciais com LGBTs trazem “desconforto emocional a inúmeras famílias” e mostram “práticas danosas”, sendo necessária para “evitar a inadequada influência na formação de jovens e crianças”.

Join our community of 15+ million guys

Find guys looking for the same thing with SCRUFF Match. Volunteer to be a SCRUFF Venture Ambassador to help out guys visiting your home city. Search an up-to-date agenda of the top parties, prides, festivals and events. Upgrade your game with SCRUFF Pro and unlock 30+ advanced features. Download SCRUFF here.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"

2 COMENTÁRIOS