GAY BLOG BR by SCRUFF

Este artigo também está disponível em: Español

Após o Tribunal de Contas da União (TCU) iniciar as investigações perante a autorização da compra de 60 próteses penianas no valor de R$ 3,5 milhões para unidades ligadas ao Exército, dois hospitais informaram em documentos que a aquisição das próteses infláveis ocorreram por serem semelhantes a “ereção fisiológica”.

“Conforme relatório técnico, a prótese inflável é a prótese que mantém maior semelhança com a ereção fisiológica, pois há um mecanismo para fazer o pênis ficar ereto e voltar ao seu estado normal, além disso possui menor percentual de extrusão”, justificaram.

As próteses variam entre 10 e 25 centímetros e os números foram encontrados no Portal da Transparência. Com as próteses, os usuários podem ter relações sexuais sempre que desejarem, apesar de elas não aumentarem o tamanho do pênis.

Além das próteses infláveis, as Forças Armadas também aprovaram a compra de 35.320 comprimidos de Sildenafila, o nome genérico do Viagra, medicamente usado para disfunção erétil. A maior parte dos comprimidos foram destinados à Marinha, com 28.320 comprimidos, seguido do Exército, com 5 mil comprimidos, e a Aeronáutica, com 2 mil comprimidos.

Exército diz que gastou R$ 3,5 milhões com próteses penianas por "semelhança à ereção orgânica"
Foto: Reprodução/Dreamstime

O deputado Elias Vaz (PSB-GO) pediu explicações ao Ministério da Defesa sobre a aquisição dos medicamentos sobre disfunção erétil. “Precisamos entender por que o governo [Jair] Bolsonaro está gastando dinheiro público para comprar Viagra, e nessa quantidade tão alta. As unidades de saúde de todo o país enfrentam com frequência falta de medicamentos para atender pacientes com doenças crônicas, como insulina, e as Forças Armadas recebem milhares de comprimidos de Viagra. A sociedade merece uma explicação”, disse em nota.

A Marinha e o Exército responderam que os processos de aquisição são para o tratamento de pacientes com hipertensão arterial pulmonar, “doença grave e progressiva que pode levar à morte”. No entanto, o UOL Notícias conversou com a pneumologista coordenadora da Comissão de Circulação da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisilogia, Verônica Amado, e ela explicou que a dosagem de 25 mg não é prevista para tratar essa condição.

“A sildenafila foi liberada em bula para hipertensão arterial pulmonar na dose de 20mg, que pode ser receitada na posologia de 20mg de 8/8 horas até o máximo de 80mg (quatro comprimidos) de 8/8 horas. A programação terapêutica é feita com essa dose. Usar doses de 25mg (como a do Viagra) não traz impactos graves à saúde, porém, segue programação e posologias diferentes das estudadas, com doses excedentes ou inferiores às recomendadas”, disse a especialista.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"