GAY BLOG BR by SCRUFF

This article is also available in: English Español

Um estudo realizado pela Universidade Monash, em Melbourne (via RNZ) concluiu que 42% dos jovens gays e bissexuais relataram ter sofrido algum tipo de homofobia durante práticas esportivas. Segundo um dos responsáveis pelo estudo, Erik Denilson, os dados são alarmantes.

“O esporte parece estar preso nos anos de 1980, onde nada está mudando em termos de brincadeira homofóbica que acontece. Não acho [o resultado] surpreendente considerando que nada foi feito para mudar esse comportamento” – disse, acrescentando também que o comportamento homofóbico está diretamente relacionado a cultura dentro do esporte.

“O comportamento não muda espontaneamente, em especial quando sabemos que esse comportamento está sendo impulsionado pela cultura e pelas normas no esporte e não por atitudes homofóbicas. Apenas dizer às pessoas para serem diversas e inclusivas não vai mudar esse comportamento. Você precisa usar abordagens baseadas na ciência para mudar a cultura e mudar as normas e o resultado final” – continuou.

Pesquisa comprova que 42% dos jovens LGBTs sofreram homotransfobia no meio esportivo
Reprodução

A pesquisa foi feita com 1173 jovens gays, lésbicas e bissexuais de países como Nova Zelândia, Irlanda, Canadá e Austrália. Outro dado alarmante é de que 33% dos jovens neozelandeses disseram ter sofrido algum tipo de bullying dentro do esporte.

“Esperávamos que os jovens LGBT que saíram no esporte neozelandês relatassem menos comportamento homofóbico porque o país é muito progressista nessas questões. Esperávamos que todos ao seu redor parassem as brincadeiras homofóbicas e outros comportamentos que sabemos que permanecem comuns em esportes de equipe” – continuou.

Denison propõe que esses estudos contribuam para que, futuramente, o ambiente esportivo não seja alvo de homotransfobia.

“A comunidade LGBTQ faz essa acusação [sobre homofobia] há anos, mas agora temos vários estudos que confirmam essa percepção. Há uma evidência forte de que os jovens LGB são atacados por comportamentos homofóbicos e transfóbicos. Isso é um problema sério de saúde pública que precisa de ações urgentes dos políticos e dos governos” – conclui Denison.

This article is also available in: English Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".