Nesta semana, começaram a circular em grupos de Whatsapp imagens e vídeos íntimos do pré-candidato a vereador em São Paulo Pedro Melo (Cidadania). O goiano, de 37 anos, teria enviado as imagens por aplicativos de namoro em 2016, quando ainda era solteiro.

Já foi criado um meme em cima de um nude de Pedro Melo, com a escrita “Vote em mim”, tendo o pênis do pré-candidato ocupando o lugar do “i”, como se fosse um “santinho virtual”.

pedro melo
Reprodução/Instagram

“Digamos que era uma questão que sabíamos que em algum momento iríamos enfrentar. Obviamente o Pedro fica constrangido com a circulação disso. Estamos naturalizando a situação, uma vez que o Pedro não é um pré-candidato moralista e nem religioso. Nossa advogada entrou judicial contra dois perfis no Twitter que publicaram. É prejudicial se não tratarmos com naturalidade, claramente a postagem disso tudo no dia do lançamento da pré-candidatura foi uma tentativa de intimidar o Pedro e o resumir a isso. Isso não deteriora o caráter dele e nem a qualidade de suas propostas e da sua pré-candidatura. Ele é uma pessoa normal, como todos nós, que já trocou nudes e está sendo vítima de um crime virtual”, conta Alexandre Alvim, assessor de imprensa de Melo, em conversa com a redação na manhã desta quinta-feira, 20.

Outsider, em julho Pedro Melo conversou com o GAY BLOG BR, onde contou que a renovação na política é questão urgente e traz como pilares de sua campanha a defesa da causa LGBT+, as questões de urbanismo, a promoção da cultura e a economia/geração de emprego e renda. Leia a entrevista.

“Não basta reclamar, decidi participar”, conta Pedro Melo, pré-candidato a vereador em São Paulo

Google Notícias

1 COMMENT