GAY BLOG BR by SCRUFF

Afinal, franceses tomam ou não tomam banho? Paul Cabannes conta:

HISTORICAMENTE

O costume do banho começou com o trazer para dentro das habitações humanas o prazer de nadar em um rio ou lago. Utilizando-se de uma banheira abastecida com água normal ou aquecida, tornou-se um preceito de higiene comum.

Os romanos foram o povo da antiguidade que mais se importaram com transformar o o ritual da higiene num evento, construindo termas públicas onde qualquer cidadão poderia desfrutar dos prazeres.

Os povos do oriente, principalmente os japoneses, fazem do banho um ritual coletivo de higiene e convívio.

Na cultura ocidental, o hábito diário foi um costume reintroduzido no século XIX, na Europa, principalmente pela maior facilidade de aquecer água, e novas termas, agora chamadas de balneários ou estação de águas foram criadas em localidades como Caldas da Rainha. Com a ascensão burguesa, locais apropriados para o banho foram introduzidos nas casas.

No Brasil, muitos povos indígenas já tinham o hábito de se banharem diariamente. Esse é um hábito presente até hoje no Brasil, e é considerado uma das heranças culturais dos povos indígenas

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

1 COMENTÁRIO