Pela primeira vez, o Congresso Nacional, em Brasília, recebeu uma projeção para homenagear o Dia do Orgulho LGBT+. A projeção começou por volta das 20h e durou cerca de 15 minutos. O pedido foi feito pelo senador Fabiano Contarato (Rede/ES), que é o primeiro senador gay do Brasil.

Pela primeira vez, Congresso Nacional ganha cores do arco-íris em homenagem a LGBT+
Reprodução @brasiliaorgulho
Reprodução @brasiliaorgulho
Reprodução @brasiliaorgulho

Pelo Twitter, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou a novidade: “No Dia Internacional do Orgulho LGBTI, o Senado Federal projetará as cores do arco-íris na sede do Parlamento, a partir das 20h. Em uma sociedade plural, não pode haver espaço para preconceito”.

28 DE JUNHO

Em 28 de junho de 1969, por volta de 1h20 da manhã, um oficial da Divisão de Moral Pública, junto de outros guardas disfarçados, invadiu o bar gay Stonewall Inn, localizado no bairro de Greenwich, Nova York. A polícia, então, prendeu diversos clientes, alegando “conduta imoral”, mas o objetivo real era coagir a comunidade LGBT. Batidas policiais em ambientes da comunidade eram frequentes, muitas vezes com demonstração de brutalidade e abuso de autoridade.⠀⠀⠀
⠀⠀⠀
Nesta ocasião, porém, as coisas não seguiram o roteiro habitual. Como o transporte dos presos demorou muito para ser efetuado, uma multidão de simpatizantes começou a se manifestar contra a batida no local. Esse número só aumentou com o passar das horas, isolando a força policial dentro do bar. ⠀⠀⠀
⠀⠀⠀
Uma mulher algemada finalmente foi escoltada para fora, mas conseguiu se soltar. Em poucos minutos, o protesto contra a LGBTfobia policial se tornou violento, com confronto direto entre tiras e membros da comunidade LGBT. ⠀⠀⠀
⠀⠀⠀
O confronto foi dispersado às 4h, porém, no dia seguinte, outras manifestações tomaram conta do local – e se espalharam por outros pontos da cidade. Os eventos que ocorreram no StonewallInn levaram às primeiras paradas de orgulho LGBT, como a marcha que aconteceu em 1970, do bairro Greenwich até o Central Park. A data foi considerada o marco zero pela luta por direitos civis das minorias LGBT e logo foi adotada em outros pontos do mundo. Junho também passou a ser considerado o Mês do Orgulho LGBT.⠀⠀⠀
⠀⠀⠀
Em 2019, pela primeira vez, o NYPD se desculpou e reconheceu publicamente o erro cometido em 1969.

Após 50 anos, polícia de Nova York se desculpa pelo episódio de Stonewall

Google Notícias