GAY BLOG BR by SCRUFF

This article is also available in: Español

O YouTube suspendeu a conta do pastor nigeriano T.B Joshua, que tinha 1.8 milhão de assinantes, após uma queixa de uma entidade ligada aos direitos humanos analisar pelo menos sete vídeos dele fazendo orações para “curar” homossexuais. As informações são da BBC.

O Facebook também removeu um post ofensivo em que T.B Joshua esbofeteava uma mulher dizendo que estava expulsando um “espírito demoníaco”.

Segundo um porta-voz do YouTube ao openDemocracy, o canal foi fechado porque sua política “proíbe conteúdo que alega que alguém está mentalmente doente, enfermo ou inferior por conta de sua participação em um grupo protegido, incluindo orientação sexual”. 

Já a conta oficial de T.B Joshua no Facebook disse: “Temos um relacionamento longo e frutífero com o YouTube e acreditamos que essa decisão foi tomada às pressas.” 

O vídeo ofensivo banido do Facebook se dá quando Joshua faz uma oração em uma mulher lésbica chamada Okoye, dando um tapa e a empurrando pelo menos 16 vezes.

“Há um espírito perturbando você” – diz ele – “Ela se transplantou para você. É o espírito da mulher” – continua.

Reprodução

O vídeo tinha sido visto por mais de 1,5 milhão de espectadores Okoye estava um testemunho de que sua afeição por mulheres tinha acabado e que ela tinha passado a gostar dos homens.

T.B Joshua é o fundador da Igreja Sinagoga de Todas as Nações (SCOAN, na sigla em inglês), em meados de 1990. Ele também é dono da TV cristã Emmanuel TV e diz que tem poderes de curar todos os tipos de doenças, incluindo HIV.

Ao longo do tempo, a SCOAN se tornou “a maior atração turística” do país e “o destino mais visitado por turistas religiosos na África Ocidental”, “com milhares de estrangeiros se aglomerando para assistir aos cultos semanais da igreja”.

Segundo o jornal britânico The Guardian, a igreja atrai semanalmente mais pessoas do que o total de visitantes do Palácio de Buckingham e da Torre de Londres.

Reprodução

This article is also available in: Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".