GAY BLOG BR by SCRUFF

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) denunciou Guilherme Henrique Neles Silva, autointitulado “garçom reaça”, por publicar em seu perfil no Twitter comentários transfóbicos que tiveram entre suas vítimas a vereadora Erika Hilton (PSOL-SP) a covereadora Carolina Iara (PSOL-SP). As informações são do Estadão.

A acusação é feita contra Silva é subscrita pela promotora Maria Fernanda Balsalobre Pinto, integrante do Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais e de Intolerância (Gecradi). De acordo com a denúncia, o homem “praticou e induziu a discriminação e preconceito de raça” e, em um dos comentários, ofendeu a dignidade de Erika ao negar o gênero feminino à mulheres transexuais, ao utilizar elemento de transfobia.

“A violência contra parlamentares negras e trans, como a praticada pelo agressor contra mim em diversas oportunidades nas redes sociais, inclusive dizendo que sabia onde eu morava, não pode mais ser naturalizada e deixada de lado”, escreveu a vereadora Erika em nota.

Erika Hilton vereadora de São Paulo (Foto: Reprodução/ Instagram)

No início deste ano, ela registrou um boletim de ocorrência após ser procurada em seu gabinete por um homem autodenominado “garçom reaça”. No episódio ele portava símbolos cristãos e entregou à equipe da vereadora um carta em que dizia ser uma das pessoas que atacou a vereadora no último ano.

“Esse mesmo senhor, já no início de Janeiro, tentou invadir meu gabinete e foi diversas vezes à Câmara atrás de mim e de minhas assessorias. Vejo a denúncia feita pelo Ministério Público como essencial para que sirva de exemplo e não se repita”, concluiu Erika em nota.

Já com relação à  Carolina, o MP-SP diz que o acusado “divulgou” a condição de portadora do HIV da parlamentar “como forma de ofender-lhe a dignidade”. O comentário sobre a covereadora se deu dias após a parlamentar sofrer um atentado a tiros em sua casa e registrar um boletim de ocorrência.

Junto da denúncia, o MP entregou à Justiça de São Paulo um pedido para que as publicações transfóbicas feitas por Silva, o “garçom reaça”, sejam removidas do Twitter e destaca que “o discurso de ódio não encontra amparo na liberdade constitucional de expressão ou liberdade religiosa.’

Carolina Iara é covereadora pelo PSOL em São Paulo (Foto: Reprodução)

Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)