Eleitor beija Ciro Gomes e é surpreendido com reação do candidato

Durante o discurso em Goiânia, Ciro Gomes também recebeu provocação e chama seu opositor de “nazista fdp”

O candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) cumpriu agenda em Goiânia (GO) na sexta-feira (21). Pela primeira vez na cidade desde o começo da campanha, Ciro foi recebido com gritos de “Cirão das massas”. E foi neste momento popular que Cirão recebeu um beijo e reagiu:

Na coletiva de imprensa, Ciro deu preferência a jornalistas mulheres. Na sequência, em cima de um trio elétrico, foi atirada contra ele uma camiseta com os dizeres “Papai te ama 17” e a foto do Jair Bolsonaro. Com a vestimenta em mãos, Ciro afirmou que quem a jogou camiseta era um “coitado”, “uma vítima que acredita em Bolsonaro e em sua cultura de ódio”. Também se referiu ao candidato do PSL como “nazista FDP”. Assista:

Propostas LGBTs dos candidatos

Dos 13 nomes que participam da corrida ao Palácio do Planalto, quatro não abordam a questão da diversidade sexual no plano de metas protocolado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ciro Gomes (PDT) traz 14 propostas, com destaque para a criação de uma Secretaria Nacional de Políticas Públicas LGBT. O candidato participou do 1º Congresso Nacional do PDT Diversidade – segmento da legenda com foco em LGBT – realizado em Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo.

O político lembrou que, educado em escola pública no interior do Ceará, recebeu “toda a carga de formação conservadora, preconceituosa” e que nas últimas décadas tem se esforçado para se livrar de todos esses estigmas.

Ciro disse que ouvirá permanentemente as demandas arco-íris e se comprometeu a colocá-las em seu programa de governo: “Façam seu documento, nao deixem por menos, vou examinar, vou estudar, vou publicar e vocês vão ver que essa voz será a voz de vocês”, afirmou.

Ciro Gomes esclarece se disse ‘Beyoncé’ ou ‘A, B e C’