GAY BLOG BR by SCRUFF

O Sleeping Giants Brasil e a ONG All Out, colocaram um carro pra rodar em São Paulo com um pequeno outdoor pressionando a Caixa a deixar de patrocinar o programa de Sikêra Júnior, na RedeTV!, segundo informações do colunista Guilherme Amado, do Metrópoles. “A Caixa patrocina a LGBTfobia?“, diz o letreiro ambulante.

O banco estatal é um dos patrocinadores que continuaram com o apresentador mesmo depois de seus ataques homofóbicos, em junho. Outros 126 cortaram a verba destinada ao programa graças a uma campanha de desmonetização de Sikêra encabeçada pelo Sleeping Giants Brasil. BMW, Ford, Tim, TLC, Casas Bahia, Samsung e Renault são algumas das marcas que deixaram o programa.

A Ultrafarma, outro patrocinador, e a RedeTV! também são citadas no material. O caminhão passará pela sede das duas empresas na cidade.

Reprodução

Sikêra Jr perdeu 37 patrocinadores e teve sua conta no Instagram suspensa

No início de julhoSikêra Júnior perdeu 37 patrocinadores após chamar os LGBTQIA+ de “raça desgraçada”. Entre as marcas que romperam estão o banco Caixa, Casas Bahia, Renault, MRV, Mercedes Benz, TIM, Kwai e diversas outras.

Além disso, ele teve sua conta no Instagram desativada após denúncias de machismo e homofobia.  A hashtag #DesmonetizaSikera ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter em quase todos os dias no horário em que o programa dele foi ao ar.

Os comentários do apresentador Sikêra Jr vieram para criticar a nova campanha do Burger King, em que crianças de diferentes idades são entrevistadas e explicam que é normal ver pessoas LGBTQIA+.

“A criançada está sendo usada”, disse o apresentador, “Um povo lacrador que não convence mais os adultos e agora vão usar as crianças. É uma lição de comunismo: vamos atacar a base, a base familiar, é isso que eles querem. Não vamos deixar”, continuou.

“Vocês são nojentos. A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento em que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojento. Isso não é conversa para criança”, concluiu.

Quanto ao comercial do Burger King, ele veio para mostrar como as crianças lidam com os LGBTQIA+, lançando a campanha “Como explicar?” por meio de um filme realizado em co-criação com especialistas da área de psicologia e diversidade. A ideia é retratar, de forma genuína e espontânea, a pluralidade e o amor, através do olhar das crianças. Além disso, na semana que celebra o Dia Mundial do Orgulho LGBTQIA+, a companhia convida todas as pessoas a repensarem a forma como a diversidade é abordada dentro da sociedade.

“O lançamento dessa campanha tem como objetivo endereçar um ponto de reflexão a população em geral. O preconceito é uma construção social e, com toda a responsabilidade que nos cabe enquanto companhia, conseguimos mostrar que os pequenos carregam o discernimento a partir de um olhar muito sensível e humano”, reforça Juliana Cury, Diretora da Marca Burger King do Brasil.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista pela Universidade Federal de MS, foi repórter de economia e hoje, além de colaborar para o Gay Blog Br, é servidor público em Joinville (SC). Escreveu ''A Supremacia do Abandono'', livro disponível em amazon.com.br.