Proibido o Carnaval“, feat de Daniela Mercury com Caetano Veloso, levou o troféu Poc Awards na categoria “Hino do Ano” pela escolha do júri. A canção satiriza a fala de Damares Alves (“meninas vestem rosa e meninos vestem azul”) e também cita Stonewall,  marco nas manifestações pela liberdade LGBT+ em Nova York no final dos anos 1960.

GAY BLOG BR by SCRUFF

 Em seu Instagram, Daniela fez um vídeo de agradecimento:

“Obrigada, acabei de receber o Poc Awards. Está aqui o prêmio físico para ‘Proibido o Carnaval’, comigo e com Caetano… a música… ‘abre a porta deste armário que não tem censura para me segurar’. Obrigada GAY.BLOG.BR. É uma das músicas de ‘Perfume’, meu novo álbum. Quero mandar um beijo para Caetano, dar os parabéns para ele. E agradecer a toda a turma que votou pra nós. Estamos aí nesta luta para a vida ficar melhor para todos. Por inclusão, respeito. Pela nossa honra, pela nossa felicidade, pela nossas famílias. E não há nada melhor do que fazer isso com arte. Obrigada turma!” – disse exibindo o troféu em seus “stories”.

O clipe de “Proibido o Carnaval” foi lançado em 05 de fevereiro de 2019 e já conta com mais de 4 milhões de streams no Youtube:

POC AWARDS

Com 24 categorias, a premiação do POC AWARDS 2019 elegeu os destaques do ano em cinema, música, ativismo, marketing, turismo, personalidade e humor. Entre os vencedores, héteros também ilustram a lista, como Felipe Neto, Titi Müller e Rodrigo Hilbert.

Confira a lista com todos os vencedores:

POC DO ANO: Tarcis Duarte
ARTIVISTA DO ANO: Renata Carvalho
BOY MAGIA: Wanrley Cardoso, para 48 horas
QUE HINO: “Proibido o Carnaval” – Daniela Mercury e Caetano Veloso
MÚSICO POC BRASILEIRO: Renato Enoch, por “Recortes {b}”
PEGUE MEU DINHEIRO (publicidade): Shell – “De Causo em Causo”
UNICÓRNIO (startup): Jow Centro Automotivo
ATIVO 19 (iniciativa): Coordenação de Políticas para LGBTI da Prefeitura de SP

Menções Honrosas – POC AWARDS 2019

MANDA VÍDEO: Inritado, por Porta dos Fundos
GRANDE DIA: Criminalização da homotransfobia
ELAS QUE LUTAM (ativismo): Fábio Felix

Prêmio do Público – POC AWARDS 2019

POC DO ANO: Jesuíta Barbosa
CANCELAMENTO: “É a união de dois caras”
FANFIC (o pior enredo de ficção): Damares com “Frozer”
THE BOSH: Titi Müller com “a galera tá pedindo Anitta demais”
MELHOR AÇÃO PUBLICITÁRIA: Crivella promovendo a literatura LGBT+
GRANDE DIA: Radialista Luiz Gama demitido após comentário homofóbico
TEM LOCAL (turismo): San Francisco, promovido por SFTravel
O AUGE: Pabllo Vittar dando bronca nas colocadas em Salvador
ARTIVISTA: Laerte
BOY MAGIA: Max Souza, Mister Lins 2019
QUE HINO AmarElo” – Emicida, Majur e Pabllo Vittar
CHACHOTA DO ANO: Eu mereci
MANDA VÍDEO (cinema): Bixa Travesty, por Linn da Quebrada, Kiko Goifman e Claudia Priscilla
MÚSICO POC BRASILEIRO: Jão
PEGUE MEU DINHEIRO (campanha): Governo da Bahia – “Aqui é Bahia, aqui é respeito”
INSULTO DO ANO: Cidadão de bem
UNICÓRNO (startup): Bicha da Justiça
ELAS QUE LUTAM (ativismo): David Miranda
ARTISTA DO ANO: Tabatha Aquino cantando Gloria Groove no metrô
ATIVO 19 (iniciativa do ano): Felipe Neto
CONTATINHO (plataforma de relacionamento): Grindr
AVANT GARDE (empreendedorismo): Suruba Beneficente, de Dedalos Bar
PERSONALIDADE DA MÍDIA: Kaíque Brito
KIT GAY (a maior ameaça que converte héteros em gay): Rodrigo Hilbert

Confira todos os indicados do POC AWARDS 2019 neste link.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.