A música AmarElo, cantada pela Majur, EmicidaPabllo Vittar ganhou o prêmio do público na categoria Que Hino no POCS AWARDS 2019. O trio apresentou a música ao vivo pela primeira vez na segunda edição do MTV MIAW e o clipe da música já conta com mais de 6 milhões de visualizações no YouTube.

Cantora Majur leva troféu POC AWARDS na categoria "Que Hino" por feat em "AmarElo"
Majur com o troféu Poc Awards

Nascida em Salvador no dia 21 de outubro de 1996, Majur do Santos Conceição é uma cantora e compositora brasileira que usa sua arte para falar de relações afetivas e empoderamento. Em entrevista ao Extra, ela disse que é uma pessoa trans não-binária, o que significa que pronomes masculinos ou femininos não importam.

“Transito muito bem entre os universos masculino e feminino. Reconheço os dois em mim e preciso de ambos”

Já ao jornal O Globo, Majur declara que, na música, ela evita ao máximo as relações de gênero, já que seu objetivo é que todas as pessoas se sintam representadas nas letras.

Reforçando este discurso, Majur declarou a Vogue que ela não gosta de ser encaixada em um “rótulo”, carregando essa filosofia tanto para as músicas quanto para seu posicionamento público.

Foto: Reprodução

TRAJETÓRIA DE MAJUR

Começando a sua carreira aos 5 anos no coral da Orquestra Sinfônica da Juventude de Salvador, a música sempre esteve presente em sua vida. Em 2016, aos 20 anos, montou uma banda com outros cinco músicos, se apresentando em bares famosos da Barra, em Salvador, e também colocando diversos vídeos no YouTube.

Eventualmente seu trabalho chamou a atenção do produtor musical Jaguar Andrade, famoso por ter trabalhado com Ivete Sangalo, Daniela Mercury e Carlinhos Brown, e ele a convidou para produzir seu primeiro EP, “Colorir”, em 2018. Graças a este trabalho, Majur se tornou conhecida não só na Bahia, mas também no Brasil inteiro.

Logo em seguida veio o convite para performar a música ganhadora do POC AWARDS 2019, “AmarElo” e, em agosto do mesmo ano, a cantora lançou o primeiro single solo chamado “20ver“, com mais de 1 milhão de visualizações no YouTube, e depois o segundo, “Náufrago”, com mais de 400 mil.

Curiosamente, antes de firmar seu sucesso como cantora, Majur cursou faculdade de Design Visual com Ênfase em Meios Digitais na Universidade Salvador.

“Quando você é pobre, a música é só um sonho, não é uma profissão. Por isso eu queria fazer a faculdade e a música em paralelo, como se fosse um hobby”

Os vencedores do POC AWARDS 2019!

Confira os vencedores abaixo (alternativamente, veja a lista na revista Exame ou no Terra).

Prêmio do Júri – POC AWARDS 2019

POC DO ANO: Tarcis Duarte
ARTIVISTA DO ANO: Renata Carvalho
BOY MAGIA: Wanrley Cardoso, para 48 horas
QUE HINO: “Proibido o Carnaval” – Daniela Mercury e Caetano Veloso
MÚSICO POC BRASILEIRO: Renato Enoch, por “Recortes {b}”
PEGUE MEU DINHEIRO (publicidade): Shell – “De Causo em Causo”
UNICÓRNIO (startup): Jow Centro Automotivo
ATIVO 19 (iniciativa): Coordenação de Políticas para LGBTI da Prefeitura de SP

Menções Honrosas – POC AWARDS 2019

MANDA VÍDEO: Inritado, por Porta dos Fundos
GRANDE DIA: Criminalização da homotransfobia
ELAS QUE LUTAM (ativismo): Fábio Felix

Prêmio do Público – POC AWARDS 2019

POC DO ANO: Jesuíta Barbosa
CANCELAMENTO: “É a união de dois caras”
FANFIC (o pior enredo de ficção): Damares com “Frozer”
THE BOSH: Titi Müller com “a galera tá pedindo Anitta demais”
MELHOR AÇÃO PUBLICITÁRIA: Crivella promovendo a literatura LGBT+
GRANDE DIA: Radialista Luiz Gama demitido após comentário homofóbico
TEM LOCAL (turismo): San Francisco, promovido por SFTravel
O AUGE: Pabllo Vittar dando bronca nas colocadas em Salvador
ARTIVISTA: Laerte
BOY MAGIA: Max Souza, Mister Lins 2019
QUE HINO AmarElo” – Emicida, Majur e Pabllo Vittar
CHACOTA DO ANO: Eu mereci
MANDA VÍDEO (cinema): Bixa Travesty, por Linn da Quebrada, Kiko Goifman e Claudia Priscilla
MÚSICO POC BRASILEIRO: Jão
PEGUE MEU DINHEIRO (campanha): Governo da Bahia – “Aqui é Bahia, aqui é respeito”
INSULTO DO ANO: Cidadão de bem
UNICÓRNO (startup): Bicha da Justiça
ELAS QUE LUTAM (ativismo): David Miranda
ARTISTA DO ANO: Tabatha Aquino cantando Gloria Groove no metrô
ATIVO 19 (iniciativa do ano): Felipe Neto
CONTATINHO (plataforma de relacionamento): Grindr
AVANT GARDE (empreendedorismo): Suruba Beneficente, de Dedalos Bar
PERSONALIDADE DA MÍDIA: Kaíque Brito
KIT GAY (a maior ameaça que converte héteros em gay): Rodrigo Hilbert

Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".